Em lançamento global, Rip Curl apresenta aos surfistas fãs da marca no Brasil o novo Long John E-Bomb E7, a roupa de borracha mais elástica já desenvolvida até hoje

Em lançamento global, Rip Curl apresenta aos surfistas fãs da marca no Brasil o novo
Long John E-Bomb E7, a roupa de borracha mais elástica já desenvolvida até hoje
MODELO SERÁ DISTRIBUÍDO COMO SÉRIE LIMITADA A PARTIR DESSA SEGUNDA-FEIRA
E FOI DESENVOLVIDO E TESTADO PELOS CAMPEÕES MUNDIAIS DA MARCA

A marca líder mundial de tecnologia em roupas de borracha não poderia deixar de apresentar um lançamento exclusivo nesse inverno. Nessa segunda-feira, dia 1º de junho, a Rip Curl promove o lançamento global do novo Long John E-bomb E7, considerado o modelo mais elástico já desenvolvido até hoje pela líder mundial nesse segmento.
No Brasil, o produto estará disponível na loja virtual oficial da empresa – www.ripcurl.com.br e nas lojas Rip Curl Garopaba, Rip Curl Floripa e Rip Curl Balneário Camboriú, todas localizadas em Santa Catarina. “Este lançamento será oferecido como série limitada por enquanto e foi desenvolvido em parceria com nossos campeões mundiais de surf, entre eles nosso ídolo brasileiro Gabriel Medina”, avisa o gerente de produto técnico da Rip Curl no Brasil, Marcio Ramos.

Com elasticidade sem precedentes no mercado, garantindo liberdade total de movimentos ao surfista, o conforto e o desempenho desse produto são de longe os grandes diferenciais. “Feita de surfistas para surfistas, a marca conseguiu melhorar ainda mais seu já renomado neoprene, criando o E7, que supera os padrões da indústria estabelecidos pela própria Rip Curl com o E6, que continuará fazendo parte da coleção da Rip Curl nesse inverno e nos próximos anos”, destaca Marcio Ramos.

A nova versão está 25% mais elástica e 10% mais leve que o E6. A grande inovação, o neoprene E7, se encontra no painel superior do wetsuit, construído sem costuras, o que eleva o poder de elasticidade e proporciona liberdade total de movimentos ao surfista na parte que ele mais precisa ao remar e mandar as manobras em cima das ondas.
As costuras embaixo do braço foram substituídas por um painel único de neoprene que facilita a movimentação dos braços e evita assaduras. A parte inferior do wetsuit, incluindo as pernas, segue sendo contruído com Neoprene E6 e forro thermo lining que também continua presente nessa nova versão e ajuda no aquecimento do surfista.
O E-Bomb E7 está disponível na expessura 3.2mm, sendo 3mm na parte das pernas e 2.2mm na parte superior. Possui sistema de fechamento sem zíper, costuras seladas que evitam a entrada de água, bolso com fecho magnético e pontos de reforço aplicados nas áreas de maior stress da roupa de borracha.

Gabriel Medina fala com propriedade sobre esse lançamento depois de testá-lo em águas geladas no Continente Europeu. “Fiquei chocado com a elasticidade dessa roupa de borracha na primeira vez que surfei com esse modelo na Europa”, constata. “Achei que iria passar frio, pois era tão leve e tão elástica, que iria prejudicar o aquecimento. Assim, que entrei na água, dei as primeiras remadas e passei debaixo das primeiras ondas, percebi que o novo Long John E-Bomb E7 era a melhor roupa de borracha que já usei”, reforça o bicampeão mundial de surf.
PROMOÇÃO – Aproveitando o lançamento do Long John E-Bomb E7, a loja virtual da Rip Curl – www.ripcurl.com.br está com uma promoção exclusiva. Na compra de qualquer modelo de roupa de borracha E-Bomb ou Flashbomb, o cliente ganha um roupão com capuz e frete grátis para todo o Brasil. A loja on-line da marca parcela o pagamento em até 10 vezes sem juros e possui o novo Long John E-Bomb E7 em todos os tamanhos, inclusive os intermediários para atender todos os perfis de surfistas no Brasil.


Fotos divulgação, liberadas para publicação. Crédito: Rip Curl


Divulgação e créditos por: FMA NOTÍCIAS – Fábio Maradei

(Visited 23 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.